Orelhas de abano: quando é o melhor momento para fazer a cirurgia?

O formato da orelha pode se tornar um grande incômodo. Algumas pessoas nascem com as bordas laterais mais distanciadas da cabeça, aparentando serem maiores. Esses casos costumam ser acompanhados do apagamento da anti-hélice (dobra interna da orelha), dando um aspecto de abano, e, por isso, elas costumam ser chamadas de orelha de abano. Existem diferentes graus de orelha de abano e a decisão por uma intervenção cirúrgica vai depender de como essa característica prejudica a vida social e a qualidade de vida do paciente. A otoplastia é a cirurgia que leva à correção dessas alterações, além de tratar outros transtornos como ausência congênita de orelhas, sequelas de traumas e orelhas constritas.

No caso das orelhas de abano, o procedimento visa formar a anti-hélice (curvatura natural) e diminuir a distância entre a face posterior da orelha e o couro cabeludo. A otoplastia é tanto uma cirurgia reparadora, – quando seu intuito é corrigir uma deformidade – quanto estética, se o objetivo é a busca pela harmonia de forma, volume e posição.

 

A partir de qual idade a otoplastia pode ser realizada

A idade considerada ideal pelos especialistas para a correção da orelha de abano é a partir dos 6 anos de idade. Nesta faixa etária, já ocorreu o desenvolvimento total da orelha, ou seja, ela alcançou o tamanho adulto. Dessa forma, a cirurgia não irá interferir de alguma forma neste processo. Além disso, geralmente esta é a época em que a criança inicia o seu período escolar, quando podem começar a aparecer problemas de convívio social.

O procedimento para corrigir a orelha de abano é bastante simples, mas deve ser efetuado apenas após a avaliação do caso por um otorrinolaringologista. Na consulta, serão explicados mais detalhes sobre o problema, o procedimento, o tratamento e os resultados esperados. Antes da intervenção é preciso também seguir os cuidados pré-cirúrgicos adequados, que incluem a realização de alguns exames. A anestesia pode ser local, local com sedação ou até geral quando associado a outros procedimentos cirúrgicos.

 

Como é realizada a cirurgia de orelha

Uma incisão é feita atrás da orelha para a retirada do excesso de pele. A seguir, é realizado o ligamento da cartilagem (em alguns casos a cartilagem é retirada para reduzir o tamanho da orelha). O passo seguinte é fixar novamente a orelha, por meio de alguns pontos. De maneira geral eles são internos e absorvidos pelo próprio corpo, o que dispensa sua retirada pelo médico. Todo esse processo dura de uma a duas horas. O paciente pode receber alta no mesmo dia ou no dia seguinte à cirurgia. O curativo consiste em uma faixa de tecido compressiva, que é retirada geralmente no segundo ou terceiro dia após o procedimento. Depois disso, o paciente segue em controle ambulatorial por meio de consultas médicas e retorna a suas atividades diárias normais muito rapidamente.

 

O COF – Centro Otorrinolaringológico de Florianópolis possui médicos especializados nesse tipo de procedimento. Se você quer saber mais sobre esse ou outros assuntos relacionados à otorrinolaringologia siga acompanhando os conteúdos do nosso blog.

 

Orelhas de abano

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *